Essa semana... #1

Posted by Kynhaa on terça-feira, 5 de outubro de 2010. Filed under:
12 Comments



Meme semanal hospedado pelo Lost in Chick Lit, onde compartilhamos pequenas informações sobre a nossa semana literária. Tendo como principal objetivo encorajar a interação entre os blogs literários brasileiros, fazer amizades e conhecer um pouquinho mais sobre outras pessoas apaixonada por literatura. Tem interesse em participar? Saiba como aqui!



 

Mil anos sem postar e como eu não ando lendo muita coisa, resolvi postar esse meme.

Leitura do momento:
 Tô lendo tanta coisa e não lendo nada ao mesmo tempo. 
Relendo:  Amante Eterno - J. R. Ward
Lendo: The Darkyn 01, If Angels Burn - Lynn Vieh

Lidos na Semana:
Some Girls Bite  - A Chicagoland Vampires - Chloe Neill

Rules of Attraction - Simone Elkeles

Posted by Kynhaa on sexta-feira, 10 de setembro de 2010.
17 Comments

Sabe ali no meu perfil, onde diz que eu sonho em um dia casar com os personagens dos livros que eu leio? Hm, o motivo de ter escrito isso, se encontra nesse livro, ok! não só nesse, começou com o Draco, mas esse é o personagem mais recente que eu quero me casar, então... vamos falar sobre ele. o/

Eu já tinha lido Perfect chemistry da Simone Elkeles - AMEI - e foi por isso que quando

eu vi o book trailer desse livro, eu surtei. E não surtei em vão, porque o livro é tudo o que eu esperava. Para quem ainda não leu nenhum livro da Simone, tem que começar a ler, tipo NOW! Ela tem uma forma de contar a história, que mesmo sendo totalmente previsível, você não consegue largar o livro. Acho que também, ajuda o fato de cada capitulo do livro ser contado pelo ponto de vista dos dois protagonistas, ou seja, Carlos e Kiara. Então, voce consegue saber exatamente, tudo o que se passa na cabeça deles.

I ♥ Book Trailers

Posted by Kynhaa on segunda-feira, 30 de agosto de 2010. Filed under:
10 Comments

Ok, assim como quotes, capas ou qualquer coisa relacionada a livros, eu amo book trailers. Então, precisava mostrar pra voces, alguns books trailers de alguns livros que eu quero muito ler, mas a pilha ta enorme e eles não estão na minha casa porque eu ainda não comprei. Mas eu vou implorar da minha mãe.

Chasing Brooklyn - Lisa Schroeder




Hex Hall - Rachel hawkins

Posted by kynhaa on quinta-feira, 26 de agosto de 2010.
15 Comments

Sophie tem 16 anos, e há pouco tempo descobriu que era uma bruxa. Mas ser bruxa não é nada fácil, e Sophie por incrível que pareça, é a pior bruxa que existe. OK, ela não é tão ruim assim, ela só é, errr, vamos dizer que um  pouco desastrada quando tenta lançar um feitiço. Quando seus pais se separaram, Sophie ainda nem tinha nascido, sendo assim, ela nunca conheceu seu pai - que é o bruxo da família - e foi deixado a cargo de sua mãe, para lhe ensinar tudo sobre feitiçaria, mas er. Sophie acaba por fazer feitiços a torto e a direito, e assim, ela e sua mãe acabam por se mudarem toda vez que alguém descobre que ela é uma bruxa. E vamos dizer, que não foram poucas as vezes que elas tiveram que se mudar. Quando ela pensa que tudo está indo muito bem, ela lança um feitiço para ajudar uma garota a conseguir um par para o baile, só que mais uma vez dá tudo errado. É então, que seu pai entra em ação, e ela é mandada para Hecate Hall, mais conhecida como Hex Hall - escola especialmente para Bruxas, Fadas, Metamorfos e vampiros. Na verdade apenas um vampiros.

Logo no primeira semana, Sophie consegue o impossível, é atacada por um lobisomem, o trio de "supermodelos" mais "poderosas" da escola lhe odeia., sem contar que consegue um castigo durante seis meses, limpando a adega da escola com Archer, um garoto arrogante que faz seu coração bater mais rápido, só existe um problema: Ele é namorado da Queen B do trio. Ah, e ela ainda é parceira de quarto da única vampira da escola que, por um acaso, está sendo acusada de ter assassinado sua antiga parceira de quarto, além dos mais, novos ataques acontecem, em que as garotas aparecem com o sangue drenado e com apenas dois furos no pescoço.

Eu gostei tanto desse livro, que agradeço a @leticiabersot  e a Raila do books out of the bookshelves
por me ter feito compra-lo. Eu não sabia que iria gostar tanto. A forma com Rachel escreve me encantou tanto que eu não conseguia parar de ler, é envolvente, contagiante e tem aquele ar de mistério, que ela soube exatamente como usa-lo mas sem se tornar apelativo. Mas além do fato de ser uma história bem construída e amarada, o que mais gostei nesse livro foram os personagens, não teve um que eu não gostei. Gostei de todos, até dos que eu não deveria gostar, eu gostei.  Porém, minha personagem favorita, que entrou no top 5 das personagens favoritas, é Sophie. 

Sophie é tão, babaca - no bom sentido - que eu amei ela. O senso se humor acido, saber como agir em certas horas sem perder o bom humor, foi o que fez eu ler o livro tão rápido, porque ela é o tipo de personagem que voce quer acompanhar e quer saber mais, o que ela vai aprontar, o que ela vai dizer e como vai reagir em tal situação. Ela é inteligente e boba ao mesmo tempo, ela poderia ser voce, sua irmã ou sua amiga, voce consegue enxergar ela. E a Rachel consegue meus parabéns aqui, porque ela fez uma, uma não, vários personagens ótimos, sem ter aquele ar forçado para que voce goste deles. Voce simplesmente se identifica com cada um deles. Eu não vou entrar em detalhes sobre o Archer, mas quem gosta de Draco Malfoy e jace wayland, irá gostar de Archer Cook, também.

Eu não tenho pontos negativos, eu gostei de tudo. E olha que eu sou uma traça pra spoilers, e tudo que eu deveria saber sobre a história, eu já sabia antes mesmo de chegar ao meio. E mesmo assim, me surpreendi com o desfecho. Eu realmente indico esse livro, eu me divertir tanto lendo esse livro, que tenho a certeza que voce irá também!

O que é isso?" Eu perguntei, espanando a poeira e agulhas de pinheiro da minha bunda. "Tipo Star Wars? Eu deveria" sentir uma perturbação da Força '?"

Agora foi a vez de Alice piscar em confusão.

"Esqueça", eu murmurei. "De qualquer forma, se você estava me observando nas últimas seis semanas, você provavelmente já pegou no fato de que eu não possuo "grande poder". Sou tipo, a menos poderosa bruxa daqui. Claramente, as incriveis familias superpoderoas passaram por mim."

Alice balançou a cabeça. "Não, não. Eu posso sentir isso. Seus poderes são tão grandes quanto o meu. Você simplesmente não sabe como usá-los ainda. Por isso estou aqui. Para ajudar você a afiar e moldá-los. Para prepará-la para o papel que deve desempenhar".Eu olhei para ela. "Então você é como meu  Sr. Miyagi?"

Eu não tenho nenhuma idéia do que isso significa."

"Desculpe, desculpe. Vou tentar parar com as referências da pop culture. O que você quer dizer o papel que eu devo desempenhar?

PS: Quem quiser ver o Pseudovideo, me pede no twitter que eu mando-q

A floresta de mãos e dentes - Carrie Ryan

Posted by kynhaa on terça-feira, 24 de agosto de 2010. Filed under: ,
9 Comments

Mary conhece apenas o pequeno "mundo" cercado dentro da Floresta de mãos e dentes, ela cresceu ouvindo histórias que sua mãe contava sobre um mundo onde os mortos-vivos  não existiam, sobre a imensidão do mar e como as pessoas eram livres. Mas após o sumiço do seu pai pra lá da cerca, sua mãe entra em profunda depressão e num certo dia, acaba indo até a cerca e deixando-se transformar num deles. O mundo de Mary desmorona, ela perdeu seus pais, seu irmão não aceita ela em sua casa, e Harry, o garoto que a pediu em casamento não é o homem que ama, mas sim seu irmão. Porém, este pediu sua melhor amiga em casamento,( é meio aquela velha história, pedro ama joana que ama paulo que ama não sei quem, que não ama ninguém) . Enfim, ela é mandada pra viver com a Irmandade, uma especie de convento e basicamente o poder mais alto da vila - que é dividida em Irmandade, os Guardiães e o Excomungados ou seja zumbis. Então, o inesperado acontece, Travis - o homem que ama - foi ferido gravemente, e ela é designada para cuidar dele, e por mais que ela não quisesse, o sentimento por ele cresce cada vez mais, e tal sentimento, acaba sendo correspondido. Mary está cada vez mais confusa com seus sentimentos, e sobre coisas que acontecem dentro do convento e que as irmãs estão escondendo do resto da vila. Contudo, ela não tem muito tempo para pensar sobre isso, a vila é atacada pelos zumbies, e Mary se vê fugindo, com seu irmão, Travis, Harry e Carry,  da vila que foi gravemente devastada.

Admito que eu não estava muito empolgada para ler A floresta de mãos e dentes. Nunca tinha lido nada sobre Zumbis, e eu pensava que o romance seria entre uma humana e um zumbi, ainda mais depois que na capa do meu livro tem escrito o seguinte: Carrie fez pelos zumbies o sthefany meyer fez pelos vampiros. A primeira coisa que eu pensei? Zumbis nenis e fofos, totalmente diferentes da imagem de zumbis que eu tenho, nojentos e caiando aos pedaços, sem contar que comiam o cérebro. Porém, eu me enganei... Pois o livro é exatamente sobre esse tipo de zumbi, e confesso que assim que li os primeiros capítulos, não consegui mais largar o livro, só quando terminei.

Eu não sei explicar o que eu mais gostei nesse livro, talvez seja pelo fato dele ser trágico. Eu não me lembro de ter sorrido em nenhum momento. Eu não me identifiquei com a Mary, mas fui capaz de me colocar no lugar dela, e chorei junto com ela em vários momentos. Eu achei ela muito forte, apesar de ter lido em alguns lugares que ela tem síndrome de Bela.Contudo eu não achei, achei sim que ela tomou umas decisões estupidas no decorrer da história, mas quem nunca fez nada estupido não é? Ainda mais na situação dela.O livro não é totalmente focado na história de amor entre Travis e Mary, então quem estiver esperando por isso, irá ficar meio desapontado, mas é muito fofa e triste a história deles, e eu gostei muito. Porém, a história se trata mesmo, de ter fé, não desistir nunca no que se acredita, mesmo correndo o risco de dar tudo errado no final. Acho que foi por isso que eu amei o livro.


No decorrer da história algumas coisas ficaram um pouco confusos e sem explicação, como o fato de não ser explicado exatamente como surgiram os zumbis, sobre a história da vila, e algumas pequenas coisas, que se voce for parar pra pensar depois de ter lido, voce acaba sentindo falta. Entretanto tenho fé que será explicado nos próximos livros.

Esse não é bem um ponto negativo pra mim, mas acho que será para muitas pessoas, por que claramente, em várias paginas do livro, logo na primeira página,  a protagonista diz não acreditar em Deus. Eu não vejo problema nisso, não interfere na forma como eu penso, porém eu achei desnecessário. E senti que foi feito mais pra causar polêmica mesmo. Sinto que num futuro muito próximo, quando o filme for lançado, a igreja virá e ficará de mimimi dizendo que é coisa do diabo. Mas o fato é que quando isso acontece, a venda dos livros se multiplica. Então, sei lá...

Apesar de tudo, eu super-recomendo o livro,eu realmente amei. O final então, aaaah o tipo de final que eu amo. Então quem me conhece, já sabe o que vai encontrar no final. rá. E prepare o lenço que voce irá chorar.

Ps: Pra quem perguntou no outro post se já tinha lançado no Brasil, a resposta é não. Esse meu livro é a versão portuguêsa.

Na minha caixa de correio.

Posted by Kynhaa on domingo, 22 de agosto de 2010. Filed under:
13 Comments

 O blog não foi abandonado, eu estava viajando e antes de viajar não deu para postar nada. E como eu só li um livro - na semana passada/retrasada - antes de viajar, eu não tenho nada pra postar - eu iria fazer outra lista mas estou com preguiça de pensar em algo legal, então resolvi fazer esse post, que a maioria das blogueiras fazem, só pra dizer que não postei nada. É meio que um tapa buraco.


Os livros em português chegaram pra mim semana retrasada,  o único que eu li foi A floresta de mãos e dentes. E já se tornou um dos meus livros favoritos, vou fazer a resenha ainda essa semana.Um dia eu queria ler já faz um bom tempo, quando eu soube que ia sair em português fiquei toda animada.  Se me pudesses ver agora e O Diário de Carrie, só comprei porque tava barato e as capas são lindas.  Até que o rio nos separe ( Onde termina o rio - no Brasil)  parece ser o tipo de história que eu adoro, ou seja, sinto que irei chorar oceanos. 
Os livros em inglês, chegaram quinta feira. E eu já comecei a ler Hex Hall.



* Hex Hall

* The summer I turned Pretty

* Dreaming of Amelia

Se me pudesses ver agora

A floresta de mãos e dentes

Um dia

* O diário de Carrie

* Até que o rio nos separe

 Não reparem na minha cama bagunçada.





 

A Rosa do Inverno - Patricia Cabot

Posted by kynhaa on segunda-feira, 9 de agosto de 2010. Filed under: ,
17 Comments

Nota: 4/5


Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward Rawlings enlouquece com a sensualidade de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ele havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer mais concessões além de mudar-se, pelo bem de seu sobrinho, para a mansão dos Rawlings na Inglaterra. No entanto, ao chegar lá, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?



Patricia Cabot é a nossa querida Meg Cabot, para quem não sabe o nome dela é Meg Patricia Cabot, mas ela utiliza mais o Patricia Cabot, quando escreve seus romances de época. E pra falar a verdade, há um tempo atrás eu não sabia que ela escrevia romances de época, e eu amo romances de época. Foi então que encontrei a Rosa do Inverno.

Até então eu nunca tinha lido um livro adulto da Meg, como Ela foi até o fim, e confesso que pra mim, livro de época sem pegação é chato, e eu não gosto de ler, fim. Por isso que passo longe dos clássicos, ( estou tentando mudar isso.) Quando comecei a ler, pensei logo. "Ai santo amado, não vai ter pegadas hots." Mas logo nos primeiros capítulos mudei de ideia, e tcharãn, para minha surpresa fiquei cho-ca-da, Meg sabia escrever cenas hots, e como sabia.Tanto que depois que eu conheci essa "nova faceta" da nossa queria autora, eu não consigo ler os livros bobinhos e adolescentes dela. Queria que tanto que ela escrevesse apenas livros adultos. Eu seria mais feliz.

Eu adorei o livro do começo ao fim, não só por causa das cenas hots, mas porque apesar de ser um estilo diferente do qual estamos acostumados, quando se trata de Meg cabot,  podemos notar que o livro em questão foi escrito por ela. É uma leitura muito divertida, eu ria muito, muito mesmo, como a maioria dos livros dela, personagens são bem construídos. Ok, pra não sair da rotina, Pegeen me irritava as vezes. E é claro, que pra quem está acostumado a ler romances históricos, sabe como todos terminam. Mas o livro ainda consegue lhe prender a atenção.

Eu recomendo o livro para todos, com certeza garante boas gargalhadas, altos suspiros, e ainda te deixa querendo um Edward - macho, não um brilhante - só para voce.

Ah, o livro ainda tem uma "continuação". Porém, é sobre o sobrinho deles, que eu esqueci o nome, mas é muito bom também, e vale super a pena ler.

Samantha Sweet, Executiva do Lar - Sophie Kinsella

Posted by kynhaa on quinta-feira, 5 de agosto de 2010. Filed under:
5 Comments

Eu pensei seriamente em desistir do blog, sei lá. Não me sinto com disposição para postar. Ando meio chata para essas coisas. Mas hoje eu estou com muito tédio, e lembrei que o blog foi feito para isso, para matar o meu tédio. Então, hoje resolvi falar de um livro que eu adorei, é chick-lit.

             Nota: 5/5


Eu gosto de chick-lit, mas a maioria me irrita. Acho que se deve ao fato da maioria ser louca por compras e muitos chick-lit são recheados com nomes de marcas e lojas, eu não gosto muito. Samantha sweet, exectutiva do lar, é o terceiro livro da Sophie Kinsella que eu li. E posso dizer, sem sombra de dúvida que é o que eu mais gostei.

Sam é viciada no trabalho, ela é advogada e e isso o que ela sabe fazer de melhor. Ela não sabe pregar um prego numa barra de sabão, (como diz minha mãe.) E ela nunca comete erros, até que um dia ela comete um errozinho, mas um erro tão insignificante que uma advogada como ela nunca deveria cometer, é o tipo de erro que nem iniciantes cometem. Mas lá está o erro, e ela não pode fingir que nada aconteceu porque é um erro que vale 50 milhões

E acontece logo quando ela estava preste a receber a promoção dos seus sonhos. Se tornar socia da firma em que trabalha. Sam entra em pânico, e  num momento ela se vê fugindo da firma, pega um trem pra lugar nenhum. Ela acaba indo parar numa vilazinha no interior de Londres. Ela está chorando, com uma forte dor de cabeça, não sabe exatamente onde estar, e acaba entrando numa casa e pedindo ajuda, só que ela não esperava, é que os donos da casa a confundissem com uma empregada, e o mais louco de tudo. Ela acaba aceitando a oferta de trabalhar lá. E ai, meus caros amigos, começa a confusão.

 Coisas que eu aprendi com a Sam: 
a) Vinho + sal + na panela com o fogo apagado = molho frio.

b) Ninbus 2000 = Taboa de passar roupa

É um livro muito divertido, e eu ri tanto lendo-o, que fiquei com meu maxilar doendo, sem contar que é o tipo de livro que me deixou com um sorriso bobo na cara. Porque quando estava fazendo os afazeres de casa, eu lembrava das trapalhadas da Sam, e começava a ri sozinha. E o romance dela com o jardineiro e tão fofo que me fez suspirar em várias páginas. Sem contar que ao terminar o livro, vôce fica pensando sobre
como as coisas simples da vida são importantes, mas na maioria do tempo voce não percebe isso. Super recomendo.

Faunblut - Nina Blazon

Posted by kynhaa on quarta-feira, 28 de julho de 2010. Filed under: ,
14 Comments

             Nota: 4/5


Eu achei esse livro fuçando no skoob e gamei na capa e na sinopse, eu realmente gosto quando um livro aborda universos diferentes, que raramente ouvimos falar, atualmente o mundo literário está um tanto empacado no gênero Vampiros, Fadas e Anjos. E quando eu vi a sinopse desse livro logo me interessei e fui atrás pra saber mais sobre a história, queria saber se era sobre fadas, eu odeio fadas, se fosse eu nem passaria por perto, mas não era e também a grande duvida era sobre Eco, o primeiro pensamento ao se ler essa palavra é que se trata do reflexo do som, mas não é bem assim.

 
Faunblut é sobre Jade, filha de um hoteleiro "protegido" da Lady Mar, a Rainha tirana da cidade nova que no momento, passa por um momento de tensão e crise. Os lordes estão sendo assassinados, um a um, e a unica suspeita de quem seja o assassinos, são os Ecos. A primeira coisa que voce pensa quando ler eco. Jade por um longo tempo acreditou nas velhas histórias que se contavam na cidade sobre os ecos, seres malignos, sem olhos e dentes afiados como navalhas, capazes de matar num piscar de olhos o ser humano.

Lista#1

Posted by kynhaa on segunda-feira, 26 de julho de 2010. Filed under:
22 Comments

Sabe aquele detalhe, frase, momento que acontece num livro que te irrita tanto mas tanto que voce tem vontade de tacar o livro na parede e nunca mais voltar a lê-lo? Pois é, isso acontece várias vezes comigo, e esse será o tema da primeira lista do blog.


Cinco coisa que me irritam profundamente num livro. 



1-Personagens patéticas. São poucas as personagens principais que eu gosto, porque a maioria das personagens femininas são tão patéticas que chego ao ponto de xingar ao autor,quando elas são choronas, aiii como eu odeio as choronas da vida. Toma vergonha na cara porra!! atitude cade?!

2- Chuchu, amorzinho, voce é minha vida, meu mundo se voce morrer eu morro blah blah blah Personagem românticos, algumas frases bonitinhas aqui ou ali são legais, mas um livro todo só com isso é pra me tirar do sério, e quando não é a mocinha que é assim e sim o mocinho, ae ferrou meu bem, porque mocinha patética ainda dá pra aguentar mais homem chorão e cheio de mimimi não merece meu respeito. O pior de tudo é quando além de patético é cudoce, ou seja: Eu te amo mas não posso ficar com voce. ( edward e dimitri feelings.)

3- Descrições inúteis: O livro é bom, mas o mais irritante dele é voce ter que ler como a parede tá descascada ou como a grama não está tão verde. Sério, descrições demais são um saco, ninguém merece, o pior é quando está voce estava esperando acontecer algo o livro inteiro e quando vai acontecer,  meio que pra criar um suspense ridículo a  autora do nada começa descrever o porque do céu é azul.

4-. Eles se olharam profundamente e....Oi, eu te amo ♥ Eu não acredito em amor a primeira vista, e me irrita profundamente quando um casal se esbarra acidentalmente e ja estão se amando loucamente. AHHH vá, seja original.

5- Suspense/segredos tosco: são tantos os livros, principalmente sobrenaturais, que passam a história toda mantendo aquele suspense sobre algo misterioso de algum personagem e quando voce termina de ler fica com cara de pastel, pensando. Que porra, era isso??? - 1-0800 where'r' you e fallen feelings - Eu fico muito irada quando isso acontece, a unica coisa que eu consigo pensar é que o escritor acha o leitor idiota demais pra poder escrever tal coisa.Não jogo o livro na parede porque, né, ainda é um livro, mas xingo muito o autor no twitter-n 


E o que deixa voce muito irritada(o) quando ler um livro? diz ai.

meme: Desafio

Posted by Kynhaa on domingo, 25 de julho de 2010. Filed under:
3 Comments

A kamila do sinestesia-pop passou esse meme pra mim, e eu achei muito fofo e resolvi postar. Não tem uma descrição o desafio, mas pelo que eu entendi, temos que postar uma foto que se encaxe numa respetciva frase hm. Se não for isso, fail pra mim. Então vamos lá.

Quem eu sou: 














Soul Love - Lynda Waterhouse

Posted by kynhaa on quarta-feira, 21 de julho de 2010. Filed under: ,
12 Comments

                             À noite o céu é perfeito
Jenna não quer trair os amigos e não revelará o que se esconde por trás de sua expulsão do colégio, assumindo toda a culpa sozinha. Como castigo sua mãe a levou para passar algum tempo com uma tia numa tediosa cidadezinha do interior. É lá que Jenna encontra Gabe, um rapaz autêntico, melancólico e reservado. Completamente diferente de todas as outras pessoas ela conhece. É inevitável: Jenna se apaixona por ele. Será que Gabe é sua alma gêmea? Ele mostra a Jenna a beleza de um céu noturno sem nuvens, escuro, um contraste perfeito para o brilho das estrelas. E, em meio a livros, música, poesia e noites estreladas, o sentimento entre eles se torna cada vez mais forte. Mas Cleo, uma garota antipática que tem uma ligação muito estranha com Gabe, não está gostando nada desse romance. Afinal, ela não quer que ninguém mais saiba o grande segredo de Gabe...


Nota:4/5


 ----------------------------------------------------------------------------------------------- 

Achava que ja tinha resenhado esse livro aqui no blog, mas estava olhando as antigas postagem e vi que não, então vamos lá. Soul love nos conta a historia de Jenna, que após ser expulsa do colégio é mandada para o interior de Londres morar com sua tia, consigo ela leva um "grande segredo" o motivo pelo qual foi expulsa, e tenta começar uma nova vida, é ai que aparece Gabe na sua vida, músico, bonito, faz faculdade em Londres de astronomia e também o acha um tanto confuso, pois num momento ele demonstra está afim dela e de repente ele é totalmente hostil. Mas eles acabam por se encontrar todas as noites, ficam deitados sob o luar, conversando, se conhecendo enquanto ele lhe falava sobre as estrelas. Ela acaba por entrar na banda dele, mas ambos tem medo de revelar seus segredos.

Quero Ler

Posted by kynhaa on segunda-feira, 12 de julho de 2010. Filed under: , ,
10 Comments

Fazia um tempo que nao postava nada assim, eu quero tanto ler esses livro, mas acho que joguei praga no correio e ele ainda nao trouxe meus livros. Sobre os livros: Eu quero muito ler twenty boy summer
, ja faz um bom tempo que eu babo nesse livro, acho a sinopse fofa, a capa linda e eu quero logo! A mesma coisa com Don't ask, achei a capa tao fofa, a teia de aranha e um charme e se encaixa com a historia. Ja A floresta de maos e dentes, eu nao to louca por esse livro, mas ne...quem sabe eu nao gosto, a capa aqui manteve a original, nao e feia mas tambem nao e igual a versao Brasileira que eu amei.

 -----------------------------------------------------------------------------------------------
 Twenty Boy Summer - Sarah Ockler 

"Não se preocupe, Anna. Vou dizer a ela, ok? So me deixe pensar no melhor jeito de fazer isso."
"Ok".
"Me promete? Promete que não vai dizer nada?"
"Não se preocupe." Eu ri. "É o nosso segredo, certo?"

De acordo com o seu melhor amigo Frankie, vinte dias em ZanzibarBay é a oportunidade perfeita para ter uma aventura de verão, e se conhecer um garoto todo dia, há uma boa chance de Anna ter seu primeiro romance de verão. Anna alegremente concorda com o jogo, mas há algo que ela não disse a Frankie --- ela já teve esse tipo de romance, e foi com o irmão mais velho de Frankie, Matt, pouco antes de sua morte trágica de um ano atrás.
Lindamente escrito e emocionalmente honesto, este é um romance de estréia, que explora o que realmente significa amar alguém, o que significa luto e, finalmente, como tirar o máximo proveito de cada momento único que este mundo tem a oferecer.

----------------------------------------------------------------------------------------------- 

Don't Ask - Hilary Freeman

O namorado de Lily Jack é perfeito em todos os sentidos - exceto que ele não fala sobre seu passado. Lily esta cada vez mais frustrada com seu silêncio e desesperada por respostas. Quando ela pensa em um plano para satisfazer sua curiosidade sobre Jack, através de um site de rede social, ela decide ir em frente, mesmo que isso signifique contar algumas mentiras inofensivas. Mas mentiras geram mais mentiras, logo Lily está no abismo, e arrastando pessoas inocentes com ela. Além do mais, ela começa a descobrir coisas que seriam melhor se ela nao soubesse... 



----------------------------------------------------------------------------------------------- 


A floresta de maos e dentes - Carrie Ryan
Pós apocalíptico - Romance. No mundo de Mary as regras são simples. A irmandade sabe o que é melhor para você. Os Guardiões estão lá pra servir e proteger a todos. Os Unconsecrated ( profanos?) nunca descansam. E você deve sempre prestar atenção na cerca que protege a vila, a cerca que protege a vila da Floresta das Mãos e Dentes. Mas, lentamente, Mary começa a desconfiar de coisas. Ela aprende coisas que nunca quis aprender sobre a Irmandade e seus segredos. E, quando a cerca é quebrada, e o mundo de Mary se torna um caos, ela vai ter que decidir entre a vila e seu futuro - entre aqueles que ela ama e aquele que a ama.


----------------------------------------------------------------------------------------------- 

Ps: Meu teclado ta sem acento.

Belezas Perigosas - Libba Bray

Posted by kynhaa on segunda-feira, 5 de julho de 2010. Filed under: ,
15 Comments


Um incômodo dom sobrenatural é a sua herança ? visões do futuro que têm o desconfortável hábito de se tornarem realidade. Longe de ser uma jovem inglesa bem-educada, como preza a sociedade, Gemma Doyle é mandada para a Academia Spence, em Londres, após a tragédia que acometeu sua família. Um intrigante rapaz ainda tenta alertá-la para fechar sua mente para tais visões. É lá, porém, que, em meio à culpa e à solidão que a consomem, ela irá se dar conta do seu poder e descobrir, envolvendo-se com as garotas mais poderosas da escola, a ligação de sua mãe com um misterioso e muito antigo grupo, intitulado a Ordem. Este é o mote de Belezas perigosas, primeiro volume da trilogia Gemma Doyle, da autora Libba Bray.
Nota:4,2/5


------------------------------------------------------------------------------------------


O livro que irei falar hoje, é um livro que gostei muito apesar de ter lido algumas resenha negativas sobre ele. Como alguns já sabem, sou apaixonada por YA e Romance de época, então quando ambos temas que amo encontram-se num único livro, acho meio dificil eu não gostar, e foi por isso que não dei muita atenção sobre algumas criticas negativas que li. E eu não me decepcionei.

Eu realmente gostei da narrativa da Libba Bray, como ela soube dosar o mistério do livro, mas acho que faltou um pouquinho mais de romance, eu sou uma romantiquinha, então senti falta disso. Quanto as personagens, achava que não iria gostar da Gemma, logo no inicio achei ela tão infantil e mimada, que pensei logo, "!Oh meu deus, qual é o problema de algumas escritoras que sempre fazem suas personagens tão chatas!!1!" Mas com o tempo, quando voce vai entrando no mundo da Gemma, e conhecendo ela um pouco melhor, voce vê que ela não é tão chatinha, não entra para o ranking das minhas personagens favoritas, mas também não está no das piores, mas gostei do fato dela ser forte nos momentos em que era preciso e não uma panaca total. Eu realmente gostei do Kartik. É uma pena não ter tanto dele no livro, queria mais.

Quanto ao enredo do livro, eu realmente gostei, foi algo novo pra mim, nunca tinha lido algo parecido, e como minha imaginação é mega fértil, imaginei o reino um lugar muito bonito, gostei muito de todo o mistério envolvendo os reinos, o que são, como fazer para chegar lá, e adorei mais ainda o mistério sobre o diário, nunca passou pela minha cabeça de quem ele seria. Sem contar que o final do livro te deixar com aquele gostinho de quero mais, tanto que acabei por pegar logo o segundo livro da série - que afinal é uma trilogia - Rebel Angels, e lá pela metade eu já estava tão ansiosa que não me segurei e fui atrás de spoiler. É, eu tento, tento mas nunca consigo ficar longe de spoiler. Super recomendo a série, é muito boa, apesar de nao ter terminado o segundo livro ainda e nem ter pegado no terceiro já chorei, apenas em ler os spoilers.

Jogos da fome aka Hunger Games - Suzanne Collins

Posted by kynhaa on segunda-feira, 28 de junho de 2010. Filed under: ,
21 Comments

Num futuro pós-apocalíptico, surge das cinzas do que foi a América do Norte Panem, uma nova nação governada por um regime totalitário que a partir da megalópole, Capitol, governa os doze Distritos com mão de ferro. Todos os Distritos estão obrigados a enviar anualmente dois adolescentes para participar nos Jogos da Fome – um espetáculo sangrento de combates mortais cujo lema é «matar ou morrer». No final, apenas um destes jovens escapará com vida… Katniss Everdeen é uma adolescente de dezesseis anos que se oferece para substituir a irmã mais nova nos Jogos, um ato de extrema coragem… Conseguirá Katniss conservar a sua vida e a sua humanidade? Um enredo surpreendente e personagens inesquecíveis elevam este romance de estreia da trilogia Os Jogos da Fome às mais altas esferas da ficção científica.
Nota: 5/5

Eu pensei muito mas muito mesmo sobre resenhar esse livro aqui porque er eu sou estranha, muito, eu fico possessa quando vejo alguém comentando sobre um livro que eu já tenha lido e que eu amo, então eu pensei, vou dizer que o livro é ruim, risos maléficos, e ninguém vai ler. Mas o fato é que mesmo se eu tentasse escrever algo ruim sobre Hunger games, não iria conseguir porque eu amo demais esse livro, simples assim.

I Heart Quotes!

Posted by kynhaa on sábado, 26 de junho de 2010. Filed under:
14 Comments

Sempre tem aquele trecho do livro que se torna especial pra gente, eu amo vários. Tinha até feito um blog sobre isso, mas Fail. Hoje resolvi postar uns quotes lindos que eu amo - de livros romantiquinhos e fofinhos - porque estou sentimental, carente e deprimida. risos.

Sam colocou as mãos em ambos os lados do meu rosto. "Bem, de qualquer maneira, estou feliz", disse ele. "Deve ser realmente chato ter uma madrasta malvada". Ele me beijou levemente nos lábios. "Mais uma vez, eu não teria me importado em ser seu Príncipe Encantado."
Cadê o meu príncipe -Harry - em seu cavalo branco, hmm?




Estou totalmente de acordo com Platão. A astronomia realmente nos obriga a
olhar para cima, à procura de um novo mundo. Amo o céu noturno. Olhar para o
alto faz nosso espírito elevar-se também. Sempre me sinto mais cheia de
esperanças quando olho para as estrelas.

 *** 
- Achei!
- E eu achei você, Jenna. Você não imagina quanto isso significa pra mim. 



- Eu menti, - disse. - Eu menti para Julia. Não sei mais o que fazer, porque você, você me faz sentir... 
Eu tive que parar. Não porque não tinha palavras. Eu tinha. Mas tinha medo de dizê-las.
Ele olhou para mim, e então eu soube que poderia amá-lo. Que se eu me deixasse, eu o amaria. 
-- Você me faz fez sentir assim também, -- ele disse, e estendeu uma mão. Olhei para ela. Olhei para o copo na outra mão.
Estendi a minha mão e fechei em torno do copo. Ele se encaixava na minha mão como se pertencesse a ela, e eu sabia que se eu bebesse não teria de dizer outra palavra. 

 
-Bem, há uma garota. Estou apaixonado por ela, desde de sempre. Mas tenho quase certeza que ela não sabia da minha existência antes da ceifa. 
 -Ela gosta de outro? -pergunta Caesar.
-Não sei, mas muitos garotos gostam dela. -responde o Peeta.
-Então, fazes o seguinte. Vences os jogos e volta pra casa. Ela não vai poder de recusar, então, hem? -sugere o Caesar, encorajando-o.
-Não acho que isso vá resultar. Vencer... não vai ajudar no meu caso - conclui Peeta.
-Porque não? - pergunta Caesar, perplexo. 
Peeta fica corado como um tomate e responde, gaguejando: - Porque... Porque... Ela está aqui comigo. 


*** 
Para ler a sinopse do livro, basta clicar no título que irá para a página do livro no skoob, são quotes que eu ♥ e as fotos também, eu peguei no we heart it.
Outro dia farei outro post com outros livros, não deu pra colocar todos os quotes que eu amo, porque né... o post não ia ter fim.

Saving Zoë - Alyson Noël

Posted by kynhaa on quinta-feira, 24 de junho de 2010. Filed under: ,
16 Comments

Primeiramente dizer, que mudei o lay do blog, risos... estava cansada do outro e do outro que fiz ontem que não ficou nem vinte e quatro horas, tadinho. Mas eu achei esse fofo. Acho que vai ficar por um bom tempo, ou não.Sou bipolar e estranha-ws vamos ao quinta em outra língua.


Echo e uma adolescente de 15 anos e tem seus problemas típicos da adolescência.Como se já não fosse o bastante. Echo tem que lidar com assassinato da sua irmã Zoe.Mesmo que tenha passado um ano,Echo ainda esta se recuperando da tragédia que mudou sua vida.Linda e cheia de vida Zoe era a que mantinha sua familia unida e mesmo que as duas irmãs fossem diferentes como dia e noite .Elas tinham um vinculo que Echo nao podia esquecer.Quando o namorado de Zoe , Marc aparece com o diário dela. Echo não acredita que nele nao tenha nada que ela ja nao saiba.Mas ela se deixa levar pela curiosidade e começa a ler e descobre que sua irmã tinha um segredo em vida que ninguém sabia nem sequer Echo.

Meme: Tag com as blogueiras

Posted by kynhaa on segunda-feira, 21 de junho de 2010.
13 Comments

Adoro memes!! Quem me passou esse foi a Nanda do .wannabenerd Só que quando eu vi sobre o que era esse meme, minha empolgação meio que puff acabou, porque eu não sou boa pra falar de mim, não sou mesmo nada boa, tanto que nunca fiz um sobre mim porque eu nunca sei o que escrever e quando começo a escrever algo só consigo escrever sobre meus defeitos. tenso. Mas vamos lá, vamos ver se sai algo de bom disso aqui.



1 – Qual seu nome?
Jéssica Emanuele Batalha Sardine (Tá em inglês porque é  mais digno-risos e quem rir o fizer piada eu mato-n mas vou ficar triste).

2 – Onde vc mora?

Palmela - Portugal

3 – Quantos anos vc tem e quando é seu aniversário?

Fisicamente 12, mentalmente 15, realidade 21.

4 – Qual sua altura e qual numero vc calça?
1,59-

Nas próximas páginas.

Posted by kynhaa on sábado, 19 de junho de 2010. Filed under:
6 Comments

Esse post vai ser bem curto, nao é nenhuma resenha é apenas uma blá blá blá porque eu tive uma ideia e estou afim de escrever e gostaria de saber a opinião de voces.
Eu tive essa ideia lendo os livros da Nora-estou totalmente viciada na série mortal, já resenhei o primeiro livro, pode ler aqui- e a maioria dos livros dela para quem não sabe, são policiais. E em todo livro dela, assim que o crime acontece, eu começo a pensar nos possíveis suspeitos e por incrível que pareça eu sou muito boa nisso, acertei quem era o assassino na maioria das vezes. Eu estava pensando sobre isso e percebi que isso não acontece só nos livros da Nora e sim em todos os livros que leio, eu não sei voce, mas assim que eu me interesso pelo livro eu começo a criar altas teorias na minha caixola.

E como funcionará a ideia?

Quando estiver lendo um livro- não será todos os livros que estiver lendo, apenas aquele que me prende mais ou algo do gênero- e estiver na metade dele, irei postar a sinopse dele aqui e o que eu acho que irá acontecer nas próximas páginas, o que estou pensando sobre os acontecimentos e se tenho alguma teoria sobre isso.

Eu gosto de dividir minhas teorias com as outras pessoas e saber se elas estão pensando o mesmo que eu. Mas isso não quer dizer que é spoiler, fiquem tranquilos. Serão apenas teorias.

Se voces gostaram da ideia, podem postar no blog de voces, não tem baner e essas coisas. Eu não sou criativa. Tentarei fazer isso amanhã ou segunda.

Bom, eu quero fazer essa seção em video mas eu sou tímida, e muito nervosa, mas vou tentar... se o video ficar bom, irei postar se não, irei apenas fazer como um post normal mesmo.

Isso é tudo.

Três metros acima do céu - Federico Moccia

Posted by kynhaa on terça-feira, 15 de junho de 2010. Filed under: ,
13 Comments

Primeiramente eu queria dizer que não venho atualizando o blog frequentemente porque por causa do meu vestibular, não estou tendo tempo para ficar aqui, minha primeira prova é amanhã, torçam por mim, obrigada. HAHAHA. Era para essa resenha ter sido postada ontem, mas acabei por ficar sem net, então vamos deixar de conversa e ir ao que interessa.


A paixão do mais improvável dos casais, Babi, uma patricinha de Roma, e Step, um motoqueiro bad boy, é a trama de Três metros acima do céu, um romance que conquistou a juventude italiana, a ponto de, durante anos, circular em cópias xerocadas entre os leitores. Para viver o primeiro amor com toda sua intensidade, os protagonistas tentam se modificar, enquanto enfrentam a oposição da família da menina, o estranhamento dos amigos, as dificuldades de acertar o próprio relacionamento e de amadurecer. Entre pegas de moto, festas que varam noites, brigas homéricas, provas desesperadas de afeto e uma tragédia que mudará para sempre suas vidas, Step e Babi vivem um intenso romance.
Nota:5/5

Li este livro ano passado, mas eu adoro ele talvez seja pelo fato dos personagens serem comuns, podemos encontrar eles numa esquina ou até menos nos identificar com eles. Três metros acima do céu é um romance duas pessoas completamente diferentes mas que juntas se completam. Babi é uma chata, eu não gosto dela, típica garota mimada que se acha dona do mundo, diferente de Step, um garoto que cresceu na rua, teve que aprender a se defender para não ser humilhado pelos outros mas que criou toda uma aparência para poder se proteger mas quando ele está com Babi podemos conhecer ele realmente. A narrativa de Moccia é unica, entretanto é um pouco confusa no começo, contudo, passado alguns capítulos logo nos acostumamos.

três metros acima do céu te fará rir, chorar, pensar sobre as escolhas que temos que fazer na vida e o pior de tudo te deixará com raiva, com muita raiva. Foi assim que eu fiquei quando acabei o livro, mas passado alguns dias, estava refletindo sobre o final do livro e entendi a vida não é como nos livros e acho que é essa a intenção de Moccia em 3MAC e ele faz tudo isso tendo como pano de fundo Roma. Recomendo

— Estou feliz. Nunca me senti tão bem na minha vida. E você? — Eu? — Step a abraça com força. — Melhor do que nunca. — A ponto de poder alcançar o céu? — Não exatamente. — Como assim? — Estou a pelo menos três metros acima dele.

Muito Mais Que Uma Princesa - Laura Lee Guhrke

Posted by kynhaa on terça-feira, 8 de junho de 2010. Filed under: ,
20 Comments

Filha ilegítima de um príncipe e de uma famosa cortesã, Lucia viveu confinada em escolas e conventos durante a maior parte de seus vinte anos. Mas a austeridade dos ambientes não a impediu de provocar um escândalo depois do outro. Exasperado, o príncipe Cesare de Bolgheri decide que a filha deveria se casar - e quanto antes. Controlar Lucia passaria a ser problema do marido. Para arranjar o casamento, Sir Ian Moore, o mais respeitado diplomata britânico, é chamado às presas de uma missão na Anatólia. De volta à Inglaterra, ele promete a si mesmo que achará um marido para Lucia em poucas semanas, mas logo vê que sua experiência de diplomata talvez não seja suficiente para quebrar a resistência da moça. Apesar de não faltarem candidatos convenientes à nobreza e ansiosos para dividir o leito com uma jovem tão atraente, nenhum está à altura do espírito e da paixão de Lucia. Como convencer Lucia a casar-se por imposição do pai, e não por vontade própria? Será que algum acordo é possível quando é o amor que está em jogo? Sir Ian descobrirá que, muitas vezes, é mais difícil negociar com uma mulher do que com chefes de Estado.
Nota:4/5
Adoro ler livros de época, sou mesmo apaixonada, acho que é porque eu gostaria de ter vivido naquela época com bailes, vestidos rodados, duelos e todos esse glamur que encontramos retratado nos livros- mas se bem que naquela época não existia,twitter, orkut e tv, então começo a pensar que não era tão glamuroso assim.HAHAH - com lindos romances. Muito mais que uma princesa é basicamente a mesma coisa de todos os livros de época que eu leio, bem previsível; a dama se apaixona pelo cavalheiro mas passam a maior parte do tempo se recusando a admitir isso mas no fim eles vivem felizes para sempre.

Contudo o que eu realmente gostei nesse livro, que achei bem diferente dos outros que já li, foi  Lucia, a protagonista, que é diferente das outras - que também são independente wannabe - Lucia realmente sabe o que quer, e luta por isso mas ela não é a pessoa mais sensata que existe ela é bem humana e cheia defeitos, e a maior parte do tempo usa a sua beleza e abusa da sensualidade para conseguir o que deseja. E nesse quesito muito mais que um princesa é diferente dos outros. Estava acostumada a encontrar nesses livros " um homem" que é lindo e misterioso que tenta seduzir a mocinha a todo custo. Aqui os papéis se invertem,  Lucia tenta a todo custo seduzir o Ian o homem mais auto-controlado que existe.

Muito mais que uma princesa é uma leitura agradável com um ritmo rápido e personagens reais com que podemos nos identificar.
Recomendo.

Quinta em outra Língua # 3 My Soul to take - Rachel Vincent

Posted by kynhaa on quinta-feira, 3 de junho de 2010.
13 Comments

Ela não vê os mortos, mas ...
Ela sente quando alguém próximo a ela esta a ponto de morrer. E quando isso acontece, uma força além de seu controle a obriga a gritar morte sangrenta. Literalmente.
Kaylee só quer desfrutar de ter chamado a atenção do garoto mais bonito da escola. Mas é difícil conseguir um encontro normal quando Nash parece saber mais do que ela sobre a necessidade de gritar. E quando seus colegas de classe começam a cair mortos sem nenhuma razão aparente, só Kaylee sabe quem será o próximo...

Nota:5/5




 


Não via a hora de chegar quinta para resenhar esse livro que eu amei para vocês. My soul to take é um livro supreendente, confesso que não tinha expectativa nenhuma sobre ele, até enrolei para começar a lê-lo, mas da feita que comecei não fui capaz de larga-lo.

Ela foi até o Fim.

Posted by Kynhaa on terça-feira, 1 de junho de 2010. Filed under: ,
13 Comments


Uma roteirista de sucesso que já contribuiu para vários filmes de ação que renderam milhões de bilheteria - ela até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu trocá-la pela estrela principal! E agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor.








Eu li este livro por indicação da Giu, li a resenha no blog dela amount of words e fiquei naquela, será que leio, será que não leio? Acabei lendo, e confesso que adorei! Não é que eu não goste dos livros da Meg, mas eu ando meio que saturada dos livros adolescentes dela (até hoje não acabei Safe House -terceiro livro da série 1-800-onde-está-você - e acho que nao vou acabar tão cedo.) Mas ela foi até o fim é totalmente diferente do que estamos acostumados, por isso que eu gostei tanto.

Em ela foi até o fim nós conhecemos a Lou Calabrese uma conceituada roterista que viveu 10 anos com seu namorado-ator- mas de uma hora para outra foi trocada por uma bela atriz com quem ele contracenou num filme que a própria Lou escreveu, muito azar não? Entretanto o azar da Lou não acaba por ai, ela descobre que terá que ir para o Set de filmagens com Jack Townsend, um dos atores mais cobiçados de hollywood, que ela simplesmente odeia; primeiro porque quando o Jack fez um filme da Lou, ele mudou uma frase do roteiro dela e logo esta frase que ele mudou, ficou mundialmente conhecida - como aquelas típicas frases de filmes que todo mundo lembra, tipo " hasta la vista baby " e segundo porque Jack é ex-namorado de sua melhor amiga e ele quebrou o coração dela.

No caminho para o Set, uma tempestade de neve se aproxima mas o que eles não esperavam era que o piloto do helicóptero no qual eles estavam, fosse um assassino contratado para matar Jack. E é ai que a aventura começa, com Lou e Jack lutando para salvar suas vidas e para isso acontecer, eles terão que fazer algo que eles achavam impossível:confiar um no outro.

Eu não preciso dizer muito mais, quem conhece a Meg sabe como ela tem uma escrita impecável que nos prende nas páginas do livro e só as largamos quando viramos a ultima página, por mais que a história seja clichê. É uma leitura agradável e gostosa e divertida. Para quem não conhece a Meg, trate logo de ler Ela foi até o fim.

-

Ah gente, eu queria agradecer a quem visita, comenta e segue nesses 3 meses. O blog completou 100 seguidores, estou emocionada *cof,cof* Muito Obrigada a todos.

Desafio 10 livros em 10 dias #2

Posted by Kynhaa on quinta-feira, 27 de maio de 2010.
4 Comments



Em Souvenir, Carson McKay e Meg Powell são adolescentes loucos um pelo outro até que, aos 21 anos, ela anuncia que vai se casar com outro homem. Carson, atordoado, mergulha na música para afogar suas mágoas, o que acabará por fazer dele um grande astro do rock. Meg se entrega ao papel de esposa, mãe e dona de casa para o homem que, secretamente, salvou sua família da ruína. Duas décadas se passam até que as lembranças da juventude vêm bater com força à porta dos dois.


Para o segundo dia do desafio idealizado pela Luna do Partes de um diário, escolhi Souvenir como livro que eu mais odiei, ok. Acho a palavra odiar muito forte, então não pretendo usa-la aqui, acho que decepcionei é a palavra mais adequada.

Resolvi ler este livro por causa dos comentários sobre ele e também porque uma amiga falou que faltou morrer de chorar quando terminou de lê-lo. Eu sou uma garota estranha, que adora ler livros que me façam chorar - sério, eu caço livros depressivos como um pirata caça um tesouro - então, quando a Renata falou que chorou neste livro eu tive que ler - porque renas raramente chora em livros- mas talves por estar tão empolgada com ele que me decepcionei lindamente.

O livro conta a história de dois adolescentes que se amavam,contudo tiveram que se separar. Não porque o amor tinha acabado, não. Mas sim por que a familia da Meg estava falida e a unica forma dela salvar sua familia seria se casando com o filho de um banqueiro que era apaixonado por ela. Ela teve um casamento perfeito, uma filha que amava, porém lá no fundo do seu coração não se sentia inteiramente feliz e completa. A vida de Meg dá outra reviravolta quando ela descobre ter uma doença incurável: ELA - é uma doença que atrofia os músculos com o tempo, a pessoa que sofre desta doença de ELA sofre muito. E é neste meio tempo que Carson volta para sua vida.

Eu achei que fosse adorar este livro pelo fato dela ter ELA, eu ja tinha lido um livro -a ultima grande lição - há algum tempo atrás sobre o mesmo tema e que simplesmente adorei. Entretando isso não acontece aqui, eu achei tudo muito superficial, não me emocionei uma única vez em todo o livro, nem na carta final que ela deixou para a filha, que eu pensei " é agora que as lágrimas vem", mas elas não vieram.

Eu não tenho muito o que falar desse livro, quando não gostamos de algo vamos falar dele porque?

Acho que a única lição que eu aprendi é nunca criar expectativas com algo, voce sempre quebrar a cara-ou não.

Desafio 10 livros em 10 dias #1

Posted by Kynhaa on quarta-feira, 26 de maio de 2010.
13 Comments

A fofa da Luana do blog Partes de um diário está promovendo um desafio super legal, que é 10 livros em 10 dias. Calma, não é para ler 10 livros em 10 dias, acho que isso é impossível,rá. A intenção do desafio é durante 10 dias fazer um post sobre um livro em questão, cada dia tem um tema. O de hoje é um livro que eu amo, de amanhã é o que eu mais odiei e assim vai durante 10 dias. Para mais informações visite o blog da Luana.

O primeiro tema do desafio é um livro que eu amo,e se é para falar de um livro que eu amo não tem como eu não falar de Harry Potter.
Acho que eu não preciso colocar a sinopse dos livros aqui. Quem nunca ouviu falar do bruxinho mais famosos que existe? Eu também não irei falar de apenas um livro dos 7 livros e sim falarei da série no geral.



Eu lembro bem o dia que minha mãe me levou no cinema pra ver HP!! E como eu fiquei maravilhada. Eu tinha 12 anos era aliena, só depois do segundo filme, a câmera secreta, que eu descobri que o filme era baseado nos livros. E assim começou minha história com Harry Potter. O primeiro livro que eu li da série foi prisioneiro de azkaban.

Logo eu me vi submersa no incrível mundo que J. Killer criou. Um mundo encantado, cheio de magia, aventuras, mistério. Eu me imaginava fazendo parte do trio. Eu ri com o trio maravilha, chorei, fiquei com raiva do harry em vários momentos, torci por Ron e Mione desde A pedra Filosofal - tava na cara que aqueles dois se amavam, odeio abóboras U_u.

Eu não brinco quando falo que HP é VIDA, já fazem 8 anos que eu faço parte desde mundo, sempre gostei de ler, mas foi com HP que eu amor pela literatura nasceu. Os momentos de espera,ansiedade e frustração por quais eu passei esperando os lançamentos dos livros, dos filmes. De cada noticia que a J.K soltava. As horas que eu passava nos fóruns, matando tempo, discutindo teorias, lendo fanfics. Nesse 8 anos, tudo valeu a pena. E dai, que eu já tinha 12 anos quanto conheci HP? Isso não me impediu de imaginar minha cartinha chegando no bico de um coruja, meus pais me levando para a plataforma 9 3/4 iria atravessar aquela parede, pegaria o trem para Hogwarts, o chapéu seletor me colocaria na Sonserina, e passaria os melhores 7 anos da minha vida, na melhor escola de bruxaria que existe, importunando os Grifinórios e por fim me casaria com o Malfoy. Até hoje eu me pego imaginando isso, e fico bastante frustrada porque nada disso aconteceu.


Esse ano, chega nos cinemas a primeira parte do ultimo filme da série, Relíquias da morte I, essa semana sairão fotos do trio gravando a ultima parte do livro, o epílogo, onde eles estão levando seus filhos na plataforma. Eu fiquei tão triste, porque a ficha está caindo... com o final dos filmes, eu não sentirei meu coração batendo forte com um trailer novo que vazava na net, fotos... os filmes foi a unica coisa que me restou que ainda me fazia reviver aquela emoção desde o lançamento do ultimo livro. E agora, o que será de mim? E choro toda vez que ouço tarãrã nã nã nã... parece besteira pra alguns, mas não é... eu sei que vou sair com meu rosto desconfigurado de tanto chorar quando os créditos subirem e o FIM aparecer, porque, apesar de já ter todos os livros lançados e ter lido e relido eles umas mil vezes, a minha série a finalmente terá um fim. Eu sempre entro em crise assistencial quando chego ao fim de um livro que eu amo. Sinto que irei entrar em depressão.
Agradeço a deus por existirem fanfics, agradeço a Deus por J.K existir, apesar dela ser uma bitch assassina, por escrever sobre universo maravilhoso e ter me dado a oportunidade de fazer parte dele como leitora.



A Borboleta Tatuada - Philip Pullman

Posted by Kynhaa on segunda-feira, 24 de maio de 2010.
8 Comments


Nota: 2/5

Chris Marshall é um garoto de 17 anos, que vive em Oxford com a mãe e trabalha em uma loja de aparelhos eletrônicos durante as férias escolares. Ajudando seu chefe, Barry Miller, a produzir a iluminação de uma festa de formatura, conhece inesperadamente Jenny, uma garota linda e cheia de segredos, por quem Chris se apaixona perdidamente. Vindos de duas realidades totalmente diferentes - Jenny fugiu de casa e mora nas ruas de Oxford e em terrenos abandonados - os dois jovens começam uma relação turbulenta e assombrada pelo passado que Jenny reluta em revelar por completo. Numa trama brilhantemente construída os destinos de Chris, Jenny e Barry irão se cruzar de forma irreversível, criando mal-entendidos e fazendo com que um inocente caso amoroso enverede por um caminho sinistro de perigo e traição. Nesta história de amor trágica e contemporânea, Chris descobrirá que os ideais de verdade e a confiança não são tão simples como ele sempre acreditou.

Chris Marshall conheceu a garota que iria matar numa noite quente, no princípio de junho, quando uma das faculdades de Oxford oferecia o baile de verão.
Sim, essas são as primeiras linhas do livro, um belo spoiler, um grande choque. Mas acho que a intensão do Philip Pullman era mesmo essa, chocar os leitores logo na primeira linha e nos deixar curiosos com o desenrolar da história.Funcionou comigo. Porém, devo confessar que eu esperava muito mais. Sabe aqueles livros em que você lê, lê e lê e diz pra você mesmo que o próximo capitulo será bom, que você finalmente vai conseguir ficar presa na história,mas ele acaba e isso não acontece? Bom, A borboleta tatuada é exatamente assim. Eu não me liguei a nenhum personagem, talvez seja  porque o livro é narrado em terceira pessoa, mas também penso que não, achei os personagens fracos demais, O Chris era irritante, inseguro e chato, sem contar que para 17 anos ele era muito ingênuo, se deixou manipular muito facilmente e a Jenny era fraca, tudo bem que ela foi abusada pelo pai, passou por vários problemas, entretanto ela só sabia fugir, ela não encarava e lutava.E quando resolveu fazer algo, fez na hora errada. Isso me frustou.

Série Mortal - Nudez Mortal #1 - Nudez Mortal - J.D.Robb

Posted by Kynhaa on domingo, 23 de maio de 2010. Filed under: ,
6 Comments


Brasil: Nudez Mortal - Bertrand Brasil - 350 páginas
Portugal: NUdez Mortal - Edições Chá das Cinco - 248 páginas
Nota:4/5

Eve Dallas é tenente da polícia de Nova York e está caçando um assassino cruel. Em mais de dez anos na força policial ela já viu de tudo e sabe que a própria sobrevivência depende de seus instintos. Eve avança contra todos os avisos que lhe dão para não se envolver com Roarke, bilionário irlandês, o principal suspeito de um dos casos de assassinato que ela está investigando. A paixão e a sedução, porém, possuem regras próprias, e depende de Eve assumir um risco nos braços de um homem sobre o qual ela nada sabe, a não ser a necessidade de sentir o toque dele, que se transformou em um vício para ela.

Para quem não sabe J.D.Robb é o pseudônimo da Nora Roberts - a diva do romance, e não, não estou exagerando. Ela é a escritora de romances que mais vende no mundo, então se voce, tracinha de livros, ainda não leu nenhum livro dela coloque agora mesmo na sua listinha de vou ler qualquer livros dos milhares de livros que ela já publicou que você não irá se arrepender, e se não sabe por onde começar, vamos começar com grande estilo lendo A série mortal.

A Série Mortal é composta por mais de 20 livros - eu não sei ao certo quantos são, eu me perco com os números mas tenho certeza que são mais de 20 livros já publicados -todos os livros tem como protagonista a tenente Eve Dallas.

Eve Dallas, tem uma passado sombrio, é uma mulher mistérios a e determinada que ama seu trabalho acima de tudo. Quando a neta de um importante senador é assassinada, Eve terá que descobrir quem foi o assassino, para impedi-lo de cometer os restantes 5 assassinatos que o mesmo prometeu que faria. São muitos os suspeitos, e nenhuma prova concreta, entre os suspeitos está o incrível, misterioso, rico e sedutor Roaker - que é praticamente dono do universo, e sim, não estou brincando, ele é dono de tudo que voce possa imaginar - que foi visto pela ultima vez com a vitima. Sob a pressão do senador, um assassino implacável a a vasta tecnologia que o ano de 2058 possuía - que ajuda e muito mas por vezes só atrapalha - Eve se vê correndo contra o tempo para salvar as restantes mulheres e ainda ter tempo para o amor.

Nudez Mortal é um livro eletrizante, faz com que cada página seja rapidamente devorada uma atrás da outra. Para quem gosta de romances policiais, tenho a certeza que você irá amar esse também. É um livros que te faz perder o folego. Sem contar que tem o Roaker - AHH suspira, Roake. Só não dei 5 estrelas, porque achei que a Nora exagerou um pouco nas descrições, algumas coisas eram bem dispensáveis, mas ainda sim, o livro é maravilhoso.

Sobre as capas, a da esquerda é a capa brasileira, da direita é a portuguesa. Não gosto de nenhuma pra falar a verdade, mas se fosse pra escolher uma, escolheria a Brasileira, não gosto muito de capas com rostos. Acho brega.

Aspirante a Escritor #3

Posted by Kynhaa on terça-feira, 18 de maio de 2010.
12 Comments

Hoje, depois de um perfeitamente bom até o momento em que comecei a ler os spoilers de Spirit Bound que vazaram, vou postar o aspirante a escritor dessa semana. Ela se chama Renata Oliveira-que é uma fofa e seus textos são mais fofos ainda- estará, (virando uma mulher daqui a cinco dias. Desculpa, mas meu humor está muito acido hoje.) completado 15 anos dia 23. Por suas próprias palavras, está no primeiro ano do colegial, e pretende fazer Jornalismo ou Relações Internacionais. "Mas também já quis ser cantora, dançarina, atriz e vampira (na verdade continuo querendo) tudo de uma vez. Porque eu acho que uma cantora que dança e atua derretendo na luz do sol e sendo exorcizada com crucifixos muito 'cool'."



Você ainda é tão nova, mas já escreve algum tempo... O que a levou a publicar seus textos na internet?
Por mais que pareça ridiculo e clichê, o desejo de compartilhar. É algo que eu já não estava mais conseguindo conter e que eu precisava desesperadamente colocar em prática. Além disso, saber o que os outros pensavam e pensam a respeito das minhas idéias, sonhos e afins foi algo fundamental para que criasse um blog, do qual eu realmente quisesse me dedicar.

Meme de Hábitos de Leitura

Posted by Kynhaa on sábado, 15 de maio de 2010.
10 Comments

Eu vi esse meme no blog estante de livros.
Achei bem legal e resolvi postar aqui. A intenção desse meme é para voces, caros leitores, ficarem sabendo um pouquinho mais de mim e dos meus hábitos de leitura.

Petis­cas enquanto lês? Se sim, qual é o teu petisco favo­rito?
Não, raramente.

Qual é a tua bebida pre­fe­rida enquanto lês?
Ice Tea ou coca-cola.

A vida na porta da geladeira - Alice Kuipers

Posted by Kynhaa on quarta-feira, 12 de maio de 2010. Filed under:
9 Comments




Titulo Brasileiro: Avida na porta da Geladeira - Ed. Martins Fontes
Titulo em Português: A vida na porta do Frigorifico Ed.
Presença

Há famílias que encontram diferentes registos de comunicação e que apesar de parecerem inusitados à generalidade das pessoas, resultam num perfeito entendimento. Este é o caso deste romance escrito em simples notas deixadas, ao longo de quase um ano, na porta do frigorífico, por mãe e filha. A mãe é uma mulher de 44 anos, divorciada, cuja profissão, médica obstetra, a absorve tanto que não lhe deixa tempo para falar com a filha de 15 anos. Minutos de desencontro que lhe permitem somente deixar pequenas notas coladas na porta do frigorífico da casa onde ambas habitam. Através das notas ficamos a conhecer a vida destas duas protagonistas e a triste notícia de que a mãe sofre de cancro mamário. Um enredo original pautado pelo melodrama.

Nesta emocionante história, conhecemos através de bilhetes colados na porta da geladeira de Clare e sua mãe. Sua mãe é obstetra e entre plantões e partos fica cada vez mais difícil de ver sua filha Clare de 15 anos que passa a vida entre a escola,amigos, o namorado e a casa do pai. A única forma que ambas encontraram para se comunicarem for atráves de curtos bilhetes, alguns contendo apenas listas de compras, pedidos e informações. Mas quando a mãe de Clare a comunica por um bilhete que está indo ao médico por causa de um caroço no seio a rotina de ambas não muda por isso, e elas continuam a se comunicar por bilhetes, por muita das vezes bilhetes emocionantes, já que elas não tinham tempo de se falarem pessoalmente ou quando tinham acabavam por discutir por algo banal, apesar de ser todo por bilhetes, podemos ver o quantos elas tentam manter um dialogo entre elas, eles tornam possiveis, conversas que elas não teriam cara a cara.

O livro me emocionou muito, a partir da metade do livro já me encontrava chorando. É tão dificil na situação em que elas se encontram mãe e filha lutando pelo cancer de mama estarem tão próximas e ao mesmo tempo tão distante uma da outra. A vida na porta da geladeira, é um livro rápido mas com uma forte mensagem: devemos reservar um pouquinho do nosso tempo para as pessoas que amamos, antes que seja tarde de mais.

Sem Clima Para o Amor - Rachel Gibson

Posted by Kynhaa on segunda-feira, 10 de maio de 2010. Filed under: ,
5 Comments



Sem clima para o amor - Rachel Gibson
Editora: Jardim dos livros
Páginas: 316
Nota: 2/5

''Em "Sem Clima para o Amor", a personagem principal é Clare Wingate, uma escritora bem sucedida, determinada, independente, mas que está sofrendo com a traição do noivo. Para apimentar a trama, um amor antigo, o casamento de uma melhor amiga e a visão de seu noivo em posição comprometedora com o técnico da máquina de lavar. Uma situação sem dúvida hilariante.

No meio de tanta confusão sentimental, Clare decide que não mais se apaixonaria. Será? Não, foi apenas uma decisão, talvez a solução que encontrou para encobrir a deslealdade do noivo. A paixão reacendeu quando encontrou Sebastian Vaughan, o melhor amigo de infância, no casamento de uma colega.


Teve uma época em que estava mais para o gênero sobrenatural, recentemente estava lendo todos os YA que podia, agora chegou a vez do Chick-lit. Sem clima para o amor é o primeiro livro que leio da Rachel Giboson, o livro não me encantou nem me desagradou por completo é mais um daqueles livros que você lê e rapidinho esquece.

Neste Chick-lit narrado em terceira pessoa conhecemos Clare e Sebastian. Clare é o tipo de mulher que teve uma educação impecável, preza os bons modos, nunca fala palavrões, é o tipo de mulher que é bem entediante autora de romances históricos bem picantes, totalmente diferente da sua vida. Já Sebastian - suspira, ai Sebastian - é um jornalista conceituado, teve um livro no topo dos mais vendidos por 14 meses, viajou todo o mundo por causa do trabalho, ex-fuzileiro.( sim, ex-fuzileiro então nem preciso descrever o corpo dele, suspira novamente,rá).

Sebastian e Clare se conheceram quando eram crianças, ela era a filha da patroa enquanto que ele era o filho do caseiro. Eles passavam muito tempo juntos brincando, brincando não é a melhor palavras já que Sebastian mais batia, humilhava e a sujava do que qualquer outra coisa. Numa fatídico dia, Sebastian conta a Clare como se fazem os bebês e a partir dai eles são separados e só se veem 20 anos depois. Clare acorda nua em sua cama, de ressaca, sem se lembrar de nada do que aconteceu na noite anterior. Apenas se lembrava de ter pego seu noivo com outro homem, sim o noivo dela era gay.

E assim se desenrola a história, com Clare jurando nunca mais se envolver emocionalmente com outro homem, já que todos seus ex-namorado não prestavam. Sebastian era o ultimo homem com quem ela poderia se envolver, ela conhecia-o e sabia que não poderia confiar nele ele era o príncipe desencantado. Contudo, aceitou se envolver numa amizade com benefícios.

Bom, eu não preciso dizer o resto da história, apenas pela sinopse e pelo pouquinho que escrevi, voces devem saber exatamente como termina. A história é bem clichê, mas clichê que novela mexicana, e assim como uma novela tem seus altos e baixos. A leitura ficava bem tediante em alguns pontos da história mas era totalmente compensado pelos momentos Sebastian&Clare que eram bem fofos e pra lá de picantes, até conseguiu me arrancar algumas lágrimas.

Eu não recomendo que você tenha esse livro como prioridade em suas leituras, mas se voce estiver num dia achando que sua vida é uma droga, que nenhum homem presta e sem nada para ler, voce deve totalmente ler esse livro.

Melhor trecho:

- Quando eles chegam aos cinquenta, estão sozinhos e descobrem, de repente, que está na hora de sossegar. Aí tomam Viagra e arranjam uma mulher de vinte anos para casar e parir uns filhos - Queijo. Picles. Ovos. - Só que eles estão velhos demais para curtir as crianças, e quando eles chegam aos sessenta anos as mulheres de vinte os largam para ficar com alguém da mesma idade e limpam a conta bancária do sujeito. Aí eles ficam tristes, arrasados e não entendem por que estão sozinhos - pegou um jarro de azeitonas Kalamata. - Os filhos não querem esses caras por perto na escola porque eles estão quase se aposentando e todos os outros colegas de classe acham que o pai é o avô.
Nossa, pensou ela enquanto endireitava o corpo, aquilo parecia cínico. Sem dúvida, estava ouvindo Maddie demais. Leu a data de vencimento na jarra de azeitonas.
- Não que eu seja amarga ou coisa assim - disse, em meio a um sorriso, à medida que seus olhos conduziam-se até os ombros dele. - Nem todo homem é um mané imaturo - continuou, e surpreendeu Sebastian encarando-lhe o traseiro. - Mas talvez eu esteja errada quanto a isso.

Quero Ler #2

Posted by Kynhaa on domingo, 9 de maio de 2010. Filed under:
12 Comments

Hoje é dia de postar os livrinhos que estão na minha lista de vou ler no skoob. Idealizado pela Iris do 365 livros por ano.Demorei mais de uma hora para fazer esse post e enfim me decidi por:



Aqui é o melhor Lugar - Cecelia Ahern (Skoob)

Neste conto de fadas contemporâneo, Sandy Shortt decide transformar sua obsessão de infância - encontrar coisas e pessoas perdidas - abre uma agência especializada em achar gente desaparecida. Numa dessas procuras, ela mesma desaparece, caindo num 'mundo mágico' onde encontra praticamente tudo e todos considerados perdidos. Agora, ela tem somente um desejo - voltar para casa

Um lugar chamado Aqui - Cecelia Ahern (Skoob)







Belezas Perigosas - Libba Bray (skoob)

Ela não tem os mesmos modos impecáveis de outras moças. Muito menos a graça e a desfaçatez para mentir em nome da Inglaterra. Gemma Doyle é tão - somente a herdeira de um dom sobrenatural – visões do futuro que têm o desconfortável hábito de se tornarem realidade. Em Belezas perigosas, os leitores são apresentados a esta jovem protagonista, mandada para a Academia Spence, uma tradicional escola para moças, depois da tragédia que se abateu sobre sua família. Gemma vive sob o signo da culpa e da solidão, mas procura ouvir seus desejos e não se curva ante à repressão de uma época em que as moças eram treinadas apenas para conseguir um "bom" casamento. Mas é justamente em Spence que os poderes sobrenaturais de Gemma se revelarão, envolvendo as garotas mais poderosas da escola e levando-a a descobrir a ligação de sua mãe com um grupo muito antigo e misterioso conhecido como a Ordem.

Apesar de já ter lido P.S. I Love You, eu apaixonei pelos livros da Cecelia Ahern depois de ler Onde terminam os arco-íris, Eu amei esse livro e estou muito empolgada para ler os outros livros dela. E pelas criticas que já li desse livro sei que não irei me arrepender. O outro livro é Belezas Perigosas da Libba Bray mas confesso que não estou muito empolgada para lê-lo não porem já me falaram muito bem dele, então... Assim que ler ambos, postarei a resenha para voces.

Ps:
Sempre que houver livros publicados tanto no Brasil como em Portugal estarei colocando os respectivos nomes e capas. Assim os leitores tanto brasileiros como portugueses tem conhecimento sobre o livro no respectivo país. Eu particularmente gosto mais da capa portuguesa. Um lugar chamado aqui. É mais viva, a brasileira apesar de achar que tem mais a ver com o livro, achei um tanto apagada.