A floresta de mãos e dentes - Carrie Ryan

Posted by kynhaa on terça-feira, 24 de agosto de 2010. Filed under: ,

Mary conhece apenas o pequeno "mundo" cercado dentro da Floresta de mãos e dentes, ela cresceu ouvindo histórias que sua mãe contava sobre um mundo onde os mortos-vivos  não existiam, sobre a imensidão do mar e como as pessoas eram livres. Mas após o sumiço do seu pai pra lá da cerca, sua mãe entra em profunda depressão e num certo dia, acaba indo até a cerca e deixando-se transformar num deles. O mundo de Mary desmorona, ela perdeu seus pais, seu irmão não aceita ela em sua casa, e Harry, o garoto que a pediu em casamento não é o homem que ama, mas sim seu irmão. Porém, este pediu sua melhor amiga em casamento,( é meio aquela velha história, pedro ama joana que ama paulo que ama não sei quem, que não ama ninguém) . Enfim, ela é mandada pra viver com a Irmandade, uma especie de convento e basicamente o poder mais alto da vila - que é dividida em Irmandade, os Guardiães e o Excomungados ou seja zumbis. Então, o inesperado acontece, Travis - o homem que ama - foi ferido gravemente, e ela é designada para cuidar dele, e por mais que ela não quisesse, o sentimento por ele cresce cada vez mais, e tal sentimento, acaba sendo correspondido. Mary está cada vez mais confusa com seus sentimentos, e sobre coisas que acontecem dentro do convento e que as irmãs estão escondendo do resto da vila. Contudo, ela não tem muito tempo para pensar sobre isso, a vila é atacada pelos zumbies, e Mary se vê fugindo, com seu irmão, Travis, Harry e Carry,  da vila que foi gravemente devastada.

Admito que eu não estava muito empolgada para ler A floresta de mãos e dentes. Nunca tinha lido nada sobre Zumbis, e eu pensava que o romance seria entre uma humana e um zumbi, ainda mais depois que na capa do meu livro tem escrito o seguinte: Carrie fez pelos zumbies o sthefany meyer fez pelos vampiros. A primeira coisa que eu pensei? Zumbis nenis e fofos, totalmente diferentes da imagem de zumbis que eu tenho, nojentos e caiando aos pedaços, sem contar que comiam o cérebro. Porém, eu me enganei... Pois o livro é exatamente sobre esse tipo de zumbi, e confesso que assim que li os primeiros capítulos, não consegui mais largar o livro, só quando terminei.

Eu não sei explicar o que eu mais gostei nesse livro, talvez seja pelo fato dele ser trágico. Eu não me lembro de ter sorrido em nenhum momento. Eu não me identifiquei com a Mary, mas fui capaz de me colocar no lugar dela, e chorei junto com ela em vários momentos. Eu achei ela muito forte, apesar de ter lido em alguns lugares que ela tem síndrome de Bela.Contudo eu não achei, achei sim que ela tomou umas decisões estupidas no decorrer da história, mas quem nunca fez nada estupido não é? Ainda mais na situação dela.O livro não é totalmente focado na história de amor entre Travis e Mary, então quem estiver esperando por isso, irá ficar meio desapontado, mas é muito fofa e triste a história deles, e eu gostei muito. Porém, a história se trata mesmo, de ter fé, não desistir nunca no que se acredita, mesmo correndo o risco de dar tudo errado no final. Acho que foi por isso que eu amei o livro.


No decorrer da história algumas coisas ficaram um pouco confusos e sem explicação, como o fato de não ser explicado exatamente como surgiram os zumbis, sobre a história da vila, e algumas pequenas coisas, que se voce for parar pra pensar depois de ter lido, voce acaba sentindo falta. Entretanto tenho fé que será explicado nos próximos livros.

Esse não é bem um ponto negativo pra mim, mas acho que será para muitas pessoas, por que claramente, em várias paginas do livro, logo na primeira página,  a protagonista diz não acreditar em Deus. Eu não vejo problema nisso, não interfere na forma como eu penso, porém eu achei desnecessário. E senti que foi feito mais pra causar polêmica mesmo. Sinto que num futuro muito próximo, quando o filme for lançado, a igreja virá e ficará de mimimi dizendo que é coisa do diabo. Mas o fato é que quando isso acontece, a venda dos livros se multiplica. Então, sei lá...

Apesar de tudo, eu super-recomendo o livro,eu realmente amei. O final então, aaaah o tipo de final que eu amo. Então quem me conhece, já sabe o que vai encontrar no final. rá. E prepare o lenço que voce irá chorar.

Ps: Pra quem perguntou no outro post se já tinha lançado no Brasil, a resposta é não. Esse meu livro é a versão portuguêsa.

9 Responses to A floresta de mãos e dentes - Carrie Ryan

  1. Livia

    AMO essa serie! Esse livro foi totalmente viciante p/ mim, eu nao conseguia parar de pensar nele!
    Sobre o sua observacao dela nao acreditar em Deus, ela nega a existencia de Deus do jeito que as irmas que controlam a vila colocam. Aquele Deus punidor e imperdoavel ela nao acredita. Ela nao consegue aceitar o fanatismo de como a coisa eh feita, oq eu achei muito interessante, ja que ela vive num mundo cercado de zumbis.

    ADORO ADORO ADORO esse livro!
    E se vc achou que o final deixou a desejar, eh pq vc tem q ler a continuacao: The Dead-Tossed Waves. Por incrivel q pareca, eh ainda melhor do q o anterior!
    Eh um companion book, contando historia num ponto de vista diferente. Mas as historias dos personagens se encontra num nivel tao bem elaborado que fica perfeito!

  2. kynhaa

    Eu acho que vou comprar a continuação em inglês mesmo, nao aguento esperar a tradução aqui. Q O segundo livro não é sobre a Mary, né? Eu amei o livro também, mas o fato de ter ficado burucos, que poderia ter sido resolvidos logo, me irritou. :D

  3. Nathália

    amei de verdade o blog pois sou fanática por livros *-* amei ja virei fã http://garota-identidade.blogspot.com/ beijos :*

  4. Renata G. de Souza

    Eu também estou louca pra ler Annabel e sarah *-* A capa é linda mesmo =D Eu adoro todas capas que tenham algum detalhe em rosa XD Fica lindo!

    Eu quero muito ler o livro Floresta de Mãos e dentes >.< Adorei sua resenha *-* Deu mais vontade de ler se você gostou =D

  5. Livia

    Kynhaa, brigadu pelo banner do Desafio q vc pregou ai ao lado!
    bjos
    Liv
    www.wishingabook.com

  6. temporadacompleta

    Muito bom o Blog. Preciso arrumar mais tempo livre na minha vida pra ler. Eu lia tanto, hoje em dia deixo os livros juntando poeira nas prateleiras, isso nããão é bom.

  7. Lygia

    Eu só quero ler esse livro por que você fala MUITO dele, Kynhaa UHSHUSUHUSUHS

  8. Minha vida por um Livro
    Este comentário foi removido pelo autor.
  9. Minha vida por um Livro

    Esse é um daqueles livros agente termina de ler meio pesado não?

    Gostei bastante da tua resenha porque se aproxima muito da minha opinião. Também não me identifiquei com a Mary,na verdade me identifiquei mais com Gaby, a personagem do segundo livro da série. The Dead Tossed Waves,na minha opinião,consegue ser melhor que o primeiro. EM floresta eu não consegui enchergar uma saída já no segundo comecei a achar que a história pode ter um final feliz.

    Sem dúvidas que chorei com a Mary,principalmente em relação ao Travis,embora tenha tido muita raiva dele kkk.

    Bjx

Leave a Reply

Obrigada por comentar, as respostas dos comentários serão postadas aqui mesmo nessa página. Logo que possível passarei em seu blog retribuindo.