Aspirante a Escritor #2

Posted by Kynhaa on terça-feira, 27 de abril de 2010. Filed under:

A entrevistada para aspirante a escritor desta terça feira, é alguém que além de ser uma otina escritora é minha amiga. Rá. Conheci a Iresenha pela comunidade twilight (Eduardo cunha prestando pra alguma coisa-n) já tem mais de um ano e eu sempre fui cobaia dela, ela sempre me mostrava seus textos. Se eu disser que no fundo mas bem lá no fundo foi ela quem realmente me inspirou pra fazer essa coluna, conhecendo ela do jeito que conheço, eu sei que ela vai ficar muito metida. Sem mais delongas, conheçam...



Iris maria Figueiredo 17 anos, caloura de jornalismo e blogueira, tem dois livros em andamento, um de gênero dramático e o outro é um Chick-Lit.

Dividindo o Mel conta a história de Melissa Prudente, estudante de jornalismo e apenas dezenove anos, que já foi abandonada por dez namorados nos últimos dois anos. Melissa decide que ou ela encontra um cara de verdade ou ela vai parar de namorar por um bom tempo e se concentrar na faculdade. Um chick-lit brasileiro, que se passa em Niterói, no Rio de Janeiro.
Para ler prólogo + primeiro capitulo aqui.


Com quantos anos você começou a escrever?Desde que eu aprendi a escrever, eu escrevo coisas. Quando era criança amava histórias em quadrinhos - e acho que até hoje eu gosto. Eu criava, desenhava e escrevia histórias em quadrinhos, pintava, fazia tudo, e guardava pra mim. Nessa época eu tinha uns 6, 7 anos... É algo que eu sempre gostei de fazer.

Sei que você tem dois trabalhos em andamento e um deles é Dividindo o Mel. Como você decidiu a temática do livro?
Eu adoro Chick-Lit, e eu tenho mania de começar a escrever coisas e deixar para lá. Mas eu comecei a escrever Dividindo o Mel e me identifiquei muito com a Melissa. A temática do "pé-na-bunda" é algo que eu acho divertido e ao mesmo tempo todo mundo passa. É um tema universal, acho que foi por isso que eu decidi continuar. Já a outra história, é porque eu simplesmente adoro um drama. Estou quase terminando, e foi mais pelo prazer de escrever.


Você se baseou em alguém ou algo? Voce fez alguma pesquisa, ou a ideia simplesmente surgiu?
Já sobre a outra história, ela apenas surgiu... Foi algo que foi tomando forma e então os personagens acabaram criando vida própria, me mostrando para onde cada um gostaria de ir.

Seus personagens têm alguma característica sua? Qual?A Sarah tem coisas minhas, mas ela é a que menos tem. Eu consigo compreender a Sarah, e há coisas nela que eu já senti, mas não mais. A Melissa é praticamente um auto-retrato... O jeito, a profissão, o que acontece na vida dela... O azar nos namoros! Me identifico com ela a cada ponto, e acho que por isso tem sido tão gostoso escrever. Tenho medo que não gostem dela, porque no fim, vão descobrir que não gostam de mim. A Rebeca também tem muito de mim, mas não tão descarado quanto a Mel. Eu gostaria de ser mais segura como a Rebeca. Já a Mariana, irmã da Mel, tem algumas coisas de mim quando eu tinha quinze anos. Pode parecer pouco tempo, mas eu mudei muito dos quinze pra cá. Mas aos quinze eu era uma cópia dela.

Com Harry Potter de J.K Rowling houve uma explosão de novos leitores, levando crianças do mundo inteiro descobrir e redescobri o prazer de ler, você tem algum livro ou autor que lhe fez descobrir o prazer da leitura?Sempre gostei de ler, mas quando conheci Pedro Bandeira eu percebi que poderia ler por diversão. Antes, os livros extra classes eram chatos, mas quando a professora me mostrou Brincadeira Mortal eu descobri que leitura obrigatória poderia ser legal. Foi o primeiro livro maior que me chamou atenção, antes eu ficava muito fechada aos gibis e histórias mais simples.

Tal autor influencia seu modo de escrita?
Não tanto, mas acho que não teria chegado à outros autores que hoje me influenciam.

Nas escolas Brasileiras somos meio que obrigados a ler os clássicos da literatura por causa do vestibular, mas por muita das vezes os jovens leitores acham os clássicos um tanto enfadonhos. Você acha que a obrigação e a escrita um tanto ultrapassada leva os jovens leitores a se afastarem do mundo literário?
Acho que para você iniciar um leitor não dá para querer que ele comece com Eça de Queirós, Machado de Assis e José de Alencar. Os alunos devem, sim, ler esses escritores, mas para chegar até eles, eles precisam gostar de ler antes. Se para alguns que já gostam, acham a literatura deles maçante! Deve ser incentivado todo tipo de leitura como preparação para chegar a uma leitura mais madura, mas não se obrigar alguém a ler.

Qual livro atual você indicaria para ser uma "leitura obrigatória" no ensino escolar brasileiro?
Acho que poderiam influenciar os adolescentes brasileiros a ler novos escritores, pois quando se fala de Literatura Brasileira, eles só lembram dos escritores que falavam sobre coisas que não faziam parte da realidade deles. Se eles fossem apresentados a pessoas que dizem o que eles querem ouvir, acho que o índice de leitores aumentaria.

Você é blogueira,com tantos outros blogues literários espalhados pela mundo virtual, podemos observar que cresce a cada dia o numero de leitores e escritores, que através de um blog encontra um maneira demostrar o prazer pela leitura ou até mesmo seu trabalho, então porque você acha que ainda é tão difícil encontrar uma editora disposta a apoiar os escritores brasileiros?

Para as editoras é mais fácil pegar um livro de sucesso e traduzir do que incentivar novos escritores. Até porque, muita gente torce o nariz para os nacionais por ter na mentalidade os clássicos... A verdade é que tudo o que é de fora para gente é melhor, o que é uma pena. Se os brasileiros comprassem mais livros nacionais, com certeza veria o quanto é bom. O melhor dessas histórias é ver lugares que conhecemos e pessoas que se parecem muito com a gente.

Você gosta de escrever mais sobre o que?
Eu gosto de dramas e histórias divertidas, dos dois extremos, separadamente. Adoraria escrever fantasia, mas não tenho criatividade para isso. Prefiro escrever para o público feminio.

Rapidinha:

Uma pessoa? Minha mãe.

Um livro?
Harry Potter e O Enigma do Príncipe.

Uma frase? "
Crescer quer dizer que você percebe que ninguém virá depois para consertar as coisas.Ninguém vai vir para te salvar." (Love You, Hate You, Miss You - Elizabeth Scott)

Seu autor favorito?
Eu costumava dizer J.K. Rowling, mas sou completamente fascinada pelo Rick Riordan. Agora os dois ocupam o mesmo lugar.

Um blog?
O meu HAHA( 365 livros por ano ) Se fosse citar todos, demoraria demais...

O que você diria para as pessoas que não gostam de ler?
Para dar uma segunda chance, procurar um livro por vontade e não por obrigação. Há um livro perfeito para cada pessoa.

O que você diria para as pessoas que ainda não leram seu livro?
Diria para baixarem o prólogo e o primeiro capítulo e opinarem. E se um dia for publicada, eu adoraria que comprassem, resenhassem, indicassem... Mas eu diria principalmente, para apoiarem todos os autores nacionais.

Conheço a irislene apenas por este mundo virtual, mas um dia nos encontraremos em Lodon, ricas e poderosas com todas as DS. Mas é um prazer ter a amizade dela e foi um prazer maior ainda ser a primeira entrevistadora dela. Espero que voces tenham gostado também.

Como já tinha tido, sou cobaia sendo assim estou lendo Dividindo o Mel e adorando, se ainda não leu, voce pode fazer o download do prólogo + primeiro capitulo aqui.

Próxima semana tem outra entrevista, se voce quer participar, é só mandar um email para: talktomyhand@live.com

A Melissa tem muito de mim. Muitas das histórias que ela vai viver no livro aconteceram comigo. Mas ela não é apenas eu... Muitas histórias que ela vai passar eu ouvi, vi... Aconteceram com amigas. A Melissa é aquele tipo que você pode encontrar em qualquer lugar, ou pode ser você.

13 Responses to Aspirante a Escritor #2

  1. Jacqueline Gomes

    Conheço a Iris só pela CTS, mas a admiro d+ e a vejo como uma inspiração pra qualquer pessoa que queira seguir este ramo literário.

    Está de parabéns pela entrevista, kynhaa...

  2. Iris

    Ahá, sabia que eu era a inspiração da sua vida, Jéssica. Você não me engana! UHUHAUHAUHAUH
    Ai que lindz, migz *-* Minha primeira entrevistadora :O Vou te colocar na dedicatória do meu livro.
    tinhamu HAAHUAHUAUHA
    :*

  3. Carol

    A Irisenha, eu tenho certeza, ainda vai reunir todas as DS no lançamento do livro dela.
    A história da Melissa tá muito foda, e conhecendo a Iris tenho certeza de que em um futuro não muito distante estaremos Dividindo o Mel nas estantes e livrarias.
    *não conhecia o senso de humor apurado da Iris, conheci lendo a história.

    Sou profeta, quando Iris for uma imortal vou poder contar pra todo mundo que tenho uma amiga que vai passar os Cullen na idade.. LOL

  4. Clarisse Cunha

    Oi Kynhaa, não sou amiga da Iris mas sou viciada no 365 e espero assim como vc tbm ver o livro dela nas estantes(mesmo ainda não tendo lido... shhh não conta pra ninguém LOL). Amei a entrevista, super demais, deu pra conhecer a Iris mais um pouquinho. Parabéns amei seu espaço, vou visitar sempre.
    Ah, o que significa DS ou CTS(do comentario da Jaqueline)? por favor, coloque legenda, eu boiei, socorroooo!!!!
    XOXO, da Lisse

  5. Melissa

    Rapidinha:

    MALICIEI HMMMMMM IRISENHA *-* uma das futuras escritoras da DS e

  6. Iris

    MELISSA É MÁ AHUAHUHUA

  7. Melissa

    Ah, o que significa DS ou CTS

    COF COF EU REXPONDO:
    DS: Darkside DEWAS PODEROSAS GATAS LINDAS DEMAIS INTELIGENTISSIMAS E QUERIDISSIMAS
    CTS: Crepúsculo Twilight Serie - comu da gangue DS

  8. kynhaa

    DS: Darkside DEWAS PODEROSAS GATAS LINDAS DEMAIS INTELIGENTISSIMAS E QUERIDISSIMAS
    CTS: Crepúsculo Twilight Serie - comu da gangue DS +1

    Issp tudo e mais um pouco. ♥ vcs peruas vadjeias e

  9. Fernanda

    Ahhh, amei a entrevista! :)

    Bjs

  10. Nanda

    Ei Kylinha,

    Muito legal a idéia deste post, e a Íris é uma fofa :)

    Eu (lerda rs) não sabia que ela estava escrevendo um livro não, e ainda um chick-lit... abandonada por 10 namorados?? o céus tenho muito medo disso hauhauhau

    Eu quero ler, sucesso Íris, espero vê-lo lançado e na livraria :)

    bjoo

  11. Ana Carolina Borba

    Bom... eu conheço a Iris pessoalmente mesmo; passamos o carna desse ano jutinhas .. apoio ela em tudo! E me amarrei em ler essa entrevista! E o livro dela .. aah .. adoro, apoio mt minha amg! Que felicidade (:
    Sucesso Airis! ;P
    he he he

  12. Cíntia Mara

    Que legal!
    Adorei a entrevista e a idéia de dar espaço aos aspirantes. Também quero participar, vou te mandar o e-mail.

    Também gostei do seu blog e já inclui no meu reader.

    Beijos

  13. Sara de Pinho

    li o início do livro, e adorei! parece ser o tipo de livro que eu adoro ler.

Leave a Reply

Obrigada por comentar, as respostas dos comentários serão postadas aqui mesmo nessa página. Logo que possível passarei em seu blog retribuindo.